Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 



Joaquim Jorge, fundador do Clube dos Pensadores ( CdP) convidou Joana Amaral Dias para estar presente no dia 13 de Abril , segunda-feira, pelas 21h30 , no Hotel Holiday Inn.

O CdP continua a ouvir e a debater com personalidades distintas e com pensamento diverso no espectro político português.

Joana Amaral Dias foi uma destacada militante do Bloco de Esquerda (BE) : deputada à Assembleia da República e fez parte da Mesa Nacional do BE. Mais tarde começaram as divergências e o afastamento com o BE, por ter apoiado Mário Soares à presidência da República em 2006 e pela possibilidade de poder integrar as listas do PS às eleições legislativas em 2009.
Em Maio de 2014,acabou por se desfiliar do BE.

Recentemente Joana Amaral Dias formou o grupo político Agir. O Agir vai concorrer às próximas eleições legislativas coligado com o PTP ( Partido Trabalhista Português) e mudou a sua designação para PTP/Ag!r ( com ponto de exclamação no lugar do i). As listas vão incluir Joana Amaral Dias e Nuno Ramos de Almeida dinamizador do Ag!r e do movimento ‘”Que se lixe a troika”,que esteve por detrás da célebre manifestação do “ Grândola Vila Morena” no Clube dos Pensadores em que o ex-ministro Miguel Relvas foi interrompido e levou mais tarde à sua demissão.
Joana Amaral Dias tem um discurso : contra a corrupção; direito a escolher o modelo económico; salvaguarda dos serviços públicos; somar gente à democracia.

É importante unir camadas sociais e politicas diferentes. Todavia parece-me que a esquerda está muito fragmentada. Se o PS de António Costa vencer as próximas eleições e não tiver maioria absoluta vai precisar de somar e não de dividir. O problema é que grande parte da população sente-se excluída do processo democrático e não consegue reconhecer-se no leque de representação. À esquerda do PS , existe o BE, o PCP, o Livre e agora o PTP/Ag!r.

Este ano de 2015 , passaram pelo CdP, Sobrinho Simões, Rui Rio , Miguel Cadilhe no 9.ºaniversário e recentemente António Costa.

CdP

Autoria e outros dados (tags, etc)

 



Esta semana estive ao telemóvel a falar  com Pinto Soares , director do Jornal de Matosinhos. Teceu rasgados elogios ao Clube dos Pensadores e eu agradeci  a publicação das actividades do Clube com o destaque que tem dado. Apercebo-me das dificuldades de um jornal independente e que não está dependente do poder. 
Lamento como mamedense  e por inerência matosinhense, que possa dar-se o caso, do  desaparecimento do Jornal de Matosinhos . 
Se isso acontecer, será uma perda irreparável. Já me chega ter vivido em S. Mamede e sentir, que era Trás-os -Montes de Matosinhos, em que só se liga e olha para o mar e se esquece e ignora quem é mais do interior. Agora não haver imprensa local é o fim.

Uma cidade como Matosinhos com mais de 100.000 habitantes, não pode existir sem imprensa regional, massa critica e diversidade de opinião. A Rádio Clube de Matosinhos, desapareceu e deixou de dar voz a quem é da terra, o jornal MatosinhosHoje desapareceu. Por este andar poderá desaparecer o Jornal de Matosinhos. Um que se vai aguentando é o Noticias de Matosinhos, mas a sua periodicidade é mensal.
É importante haver um jornal semanal em Matosinhos, isento, independente e que dê voz aos anseios dos cidadãos.
Todos nós sabemos como estas coisas se fazem a nível local. As instituições públicas, a começar pela câmara quando o que é escrito não lhes agrada mandam cortar na publicidade. Há publicidade institucional paga pelos impostos dos cidadãos matosinhenses que deve ser distribuída equitativamente pela imprensa local, e não , favorecendo uns em detrimento de outros.
Fico triste e lamento se o Jornal de Matosinhos desaparecer.  O seu director Pinto Soares é um decano da imprensa ,mas  mais do que isso, um oráculo que vai fazer 90 anos. Penso que deveria ser tratado de outra forma. Se Matosinhos ficar sem imprensa torna-se uma cidade amorfa, sem poder reivindicativo e sem massa cinzenta. Acho que Guilherme Pinto será o último a querer tal coisa , como bom democrata que é.
A democracia tem destas coisas, com a crise instalada fala mais alto o dinheiro e quem não nos contraria. Lamento!
 
JJ 

Autoria e outros dados (tags, etc)

comentários

comentários

Mensagens



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930