Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Os três debates podem resumir-se a um jogo de futebol em que o primeiro na TVI foi a 1.ª parte. O segundo debate na SIC foi o intervalo e o terceiro debate na RTP foi a 2.ªparte. O jogo foi agressivo e duro mas ninguém se magoou. Seguro esteve sempre ao ataque e Costa esteve mais na defensiva sem deixar de desferir uns contra-ataques.

O jogo não foi bonito e no final houve um empate. Se queriam com estas eleições primárias aproximar os cidadãos dos políticos e da política. Essa ideia saiu defraudada.

Aliás, várias ideias equivocadas com estas primárias. Primeiro nunca se constrói uma casa pelo telhado. Não é concebível um partido escolher um candidato a primeiro-ministro sem ter feito a escolha de líder do seu próprio partido. Em segundo lugar a ideia que o PS sairia reforçado desta disputa saiu inquinada. O que aconteceu com esta longa campanha, parecendo interminável acabou por debilitar o PS. O PS em vez de sair reforçado saiu menorizado. Em terceiro lugar a inovação das primárias que poderia ser uma lufada de ar fresco na vida política portuguesa, em que um partido se abria à sociedade civil permitindo que simpatizantes pudessem votar não aproximou coisa nenhuma quem no futuro pode votar no PS para as eleições legislativas.

Houve um erro de cálculo de António Costa ao pensar que ao avançar António José Seguro recuaria. Mas tal não aconteceu e Seguro entrincheirou-se com os seus apaniguados e tem dado luta, surpreendendo pela sua capacidade de resistência.

Sempre achei que estes debates foram um "tu-tu", e não, "eu e Portugal". Deste modo as coisas no PS no pós- 28 de Setembro não serão como antes mas não ficarão muito bem. Se Seguro perder está arrumado politicamente. Se Costa perder volta para a CM Lisboa e faz um compasso de espera.

Falou-se muito em agressividade e pessoalização mas é compreensível. Um debate entre homens que querem ser primeiro-ministro não é para meninos do coro. Tem que ser para homens de barba rija.

Em Portugal tem que ser tudo politicamente correcto e suave sem ondas. Pode-se ser educado mas acutilante, ao contrário, de passivo e ingénuo.

Por vezes uma sucessão de troca de acusações, de frases ditas num, tu cá tu lá, ajuda-nos a relembrar situações passadas e permite ver o carácter de cada um dos protagonistas.

Se vencer Costa estarei atento à sua proposta de aplicação dos fundos estruturais no apoio ao desenvolvimento da economia e no voltar a apostar nas energias renováveis como forma de facilitar o crescimento.

Se vencer Seguro na aposta na reindustrialização e na reestruturação e mutualização da dívida pública e as suas posições sobre o futuro da Europa.

Por fim acho que estas primárias foi uma perda de tempo e uma oportunidade perdida. Quem agradece é o PSD e o CDS.

 

JJ

Autoria e outros dados (tags, etc)

comentários

comentários

Mensagens




Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930