Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 



Joaquim Jorge, fundador do  Clube dos Pensadores (CdP), convidou Rui Rio para estar presente num debate, dia 6 de Junho, segunda-feira, pelas 21h30  no Hotel Holiday Inn em Gaia.

Rui Rio é economista, foi Presidente de Câmara do Porto, destacado dirigente do PSD em que foi secretário-geral do PSD, com Marcelo Rebelo de Sousa e vice-presidente com Durão Barroso, Pedro Santana Lopes e Manuela Ferreira Leite.

Rui Rio já tinha estado no CdP em Fevereiro de 2015. Nessa altura era apontado como sucessor de Pedro Passos Coelho na liderança do PSD. A recusa de avançar baseou-se no argumento que não tinha cabimento disputar a liderança a alguém que era líder do PSD e Primeiro-Ministro do  Governo de Portugal.

Mais tarde, foi apontado como candidato presidencial. Mas também se afastou dessa disputa. Todavia, Rui Rio é uma reserva moral do PSD e dos portugueses.

Muitos portugueses e muitos sociais-democratas acalentam a esperança que Rui Rio, um dia, lidere o PSD e Portugal. A sua prestação na CM Porto e na  vida pública demonstra um perfil do gosto de muita gente: austero, poupado e equilibrado.

Rui Rio, no recente congresso do PSD, em Abril, foi criticado por não ter estado presente, para marcar a sua posição.  Contudo alegou que não queria interferir no Congresso, com a sua presença.  

Conotado  como crítico em relação à política seguida por Pedro Passos Coelho, antes no governo, e agora, na oposição. Há sectores no PSD , passados dois meses do Congresso que começam a dar sinais de algum mal-estar e de descontentamento em relação à liderança de Pedro Passos Coelho. A popularidade de Assunção Cristas já é mais alta do que a de Passos Coelho, de acordo com as sondagens mais recentes. Por outro lado, o PS ganha vantagem sobre o PSD.

A boa relação que mantém com António Costa é entendida, se um dia for líder do PSD, a possibilidade de entendimentos e acordos com o PS.

A regeneração da política passa pela elaboração de um código de boas práticas e de várias reformas: lei eleitoral; poder judicial; poder económico; partidos políticos; administração; educação.

A política portuguesa tem falta de exemplos, excesso de  privilégios, impunidade, enxameada de escândalos económicos, dificuldade de separação entre política e justiça, etc..

O CdP este ano de 2016, já recebeu: a ex-candidata presidencial do BE, Marisa Matias; Nuno Melo, eurodeputado do CDS; Daniel Bessa, economista, pelo seu 10.º aniversário ; Assunção Cristas, líder do CDS/PP. Está a encetar diligências para receber a curto prazo  Vasco Cordeiro, presidente do Governo Regional dos Açores. Em relação, a Catarina Martins está-se a tornar mais complicado com a realização  da X Convenção do BE, em Junho.


Joaquim Jorge

Autoria e outros dados (tags, etc)

comentários

comentários

Mensagens




Mais sobre mim

foto do autor



calendário

Maio 2016

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031