Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

A mudança de Governo com a chegada de António Costa é um novo estilo, uma nova abordagem e teve uma coisa que queria salientar.

A imagem do funcionário público que estava degradada e nas ruas da amargura com a clivagem público - privado e pôr os funcionários públicos contra os privados e vice-versa. Ganhou um novo alento e respeito.

Os funcionários públicos com o governo de Pedro Passos Coelho tiveram os maiores cortes alguma vez feitos na nossa Democracia.

Por outro lado, a reposição dos cortes a conta-gotas permitiu à sociedade em geral perceber o alcance de tanta austeridade.

Muitos amigos dizem -me: não tinha a noção que era tantos cortes. Realmente foi demais. 

Vá lá, agora, já se aperceberam. Sobretaxa de IRS - 3,5%; corte nos salários acima de 1500€ brutos entre 3,5% e 10%, com corte de um subsídio total e o outro pago em duodécimos para pagar impostos; ADSE 3,5% (era de 1,5%). 

Os funcionários públicos não precisam que tenham pena deles mas que os respeitem e não podem ser culpados dos desaforos de gestores sem visão e escrúpulos.

Uma das maiores razões de Pedro Passos Coelho ter perdido a maioria foi não perceber que os funcionários públicos não podiam pagar por tudo que se passou. 

Por fim, quando um funcionário público toma posse e assina o seu  contrato está estipulado um horário de 35h, se querem que cumpra mais horas tem que se negociar e ter contrapartidas.

Saio do sério quando tenho amigos a atacar os funcionários públicos que são manguelas que não fazem nada. Todavia quando estão doentes vão a um hospital público e dizem que são bem tratados, têm os filhos numa escola pública e dizem que funciona muito bem, querem policiamento, a sua zona limpa, as ruas sem buracos! Meus amigos não há almoços-grátis. Isso tem um custo.

Claro que reconheço que há maus funcionários públicos, mas são tantos à volta de 700.000!. É evidente, que tem que haver alguns - muitos que não são bons profissionais. Mas a maioria cumpre com o seu dever em condições muitas vezes lastimáveis. 

JJ

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

 

A vitória de Marcelo Rebelo de Sousa realça a sua inteligência e a forma como conduziu a sua campanha deste o início.
Estes resultados eleitorais mostram outra coisa muito importante . O candidato do PCP com este mau resultado , vai evitar a tentação de provocar eleições antecipadas retirando a confiança ao governo do PS de António Costa . Pode ter um mau resultado eleitoral e ver-se constantemente ultrapassado pelo BE.
Deste modo ,haverá nos próximos tempos cumplicidade e serenidade.
Marcelo não derrubará este governo. Costa governará e o seu mau problema é a UE. O PCP , para já, vai manter a calma.
É bom para os portugueses e Portugal terem somente eleições em 2017 ( autárquicas) . Europeias em 2018. Legislativas em 2019. E, de novo presidenciais em 2021.
Menos ruído de fundo mas cada vez menos gente a ligar a politica.

JJ

Autoria e outros dados (tags, etc)

NOVO ATALHO

24.01.16

 





Esta semana deparei-me com um problema que mais parecia que estava a viver numa ditadura de um país em que somente se tem obrigações e não se tem direitos. É assim e cala-te…

Como moro perto da firma Novo Atalho, (que raio de nome), onde adquiri um PC Asus há algum tempo. O PC deixou de carregar a bateria. Fiquei preocupado, o que não é para menos. Reconheço que actualmente não consigo viver sem o meu portátil e sem o meu telemóvel. Tempos modernos que me tornaram dependente da minha forma de comunicar e de estar informado com o mundo de hoje.

Liguei, para um amigo, que me ajuda e aconselha em tudo do meu PC. Fiz um teste, tirando a bateria e o PC continuou a não carregar. Verifiquei o cabo de ligação pareceu-me tudo em ordem.

Decidi levá-lo onde o comprei. Cheguei ao local um pouco antes das 10h. Às páginas tantas, chegou um individuo que entrou no local e mandou-me esperar cá fora. De seguida veio outro, com um ar mais simpático, e com um sorriso disse-me para esperar um pouco. Assim o fiz.

Estava preocupado, ansioso e nervoso. Primeiro para perceber o que se passava com o PC, depois a prever que iria ficar sem a minha ferramenta de trabalho do dia-a-dia. Tenho o blogue do Clube dos Pensadores, o meu FB pessoal, tenho que actualizá-lo: inserir post`s; comentários; enviar emails; etc.

Quando me dirigi ao balcão onde estava o funcionário que foi o primeiro a entrar. Abordei-o e respondeu-me de forma seca e a despachar que ali não era os serviços técnicos. Retorqui dizendo-lhe que comprei ali o PC e que só queria verificar o cabo de ligação. Olhou para mim com aspecto terciário e foi para o seu PC e respondeu-me (sem olhar para mim): que já me tinha dito que era na loja ao lado.

Como na vida nunca deixei de dizer o que penso. Respondi-lhe: o funcionário que me vendeu o PC era muito mais simpático e que lamentava a forma como me estava a atender. Não me estava a fazer favor nenhum e saí.

Na porta ao lado, lá estava outro funcionário mal-encarado, que me pediu a factura do PC. Eu disse-lhe que não tinha e estava com o meu contabilista.

Olhou para mim, com ar de incomodado e a pensar: o que estás aqui a fazer, ainda agora começou o dia e já me estão a chatear.

Voltei à carga e disse-lhe se fizesse o favor de ver no computador da empresa pelo meu nome e contribuinte naturalmente via a factura e o comprovativo de compra. Com cara fechada, sisudo e de uma antipatia atroz. Respondeu: que teria que enviar para o email da empresa a fazer o pedido e que demoraria 3 a 4 dias a ter a 2.ªvia da factura.

Fiquei estupefacto e mostrei a minha indignação.

Olhou para mim do seu palanque de porteiro e de controleiro e respondeu de uma forma fria do género funcionário do Kremlin ou de uma alfândega de uma ditadura sul-americana: Sem factura não há nada a fazer, por outro lado, a reparação teria que ser feita noutra empresa em Oliveira do Douro.

Insisti para ver o que era no PC. De uma forma displicente e insolente lá pegou no PC e levou-o a um colega que estava por detrás de uma zona tapada e não viu nenhuma anomalia no cabo e disse que era o alimentador do PC.

Percebi que não valeria a pena falar mais nem perder tempo com tais energúmenos e míopes mentais.

Liguei para o meu amigo e pedi-lhe para ver o PC e o cabo de ligação. Fui ter com ele e deixei o PC. Passados 30 minutos ligou-me a dizer que o cabo de ligação estava traçado e substitui-o e disse para passar que o PC já estava a funcionar.

Este exemplo paradigmático como se atende um cliente em que parece uma heresia ir ao local onde se compra algo e pedir ajuda, apoio e informação.

A forma como fui atendido, comigo nunca mais voltará acontecer. Nunca mais irei ao Novo Atalho. Este atalho tornou-se para mim um caminho de cabras.

Não faltam locais onde comprar PC´s que me tratem como um cidadão normal em que tenho obrigações mas também direitos.

Reclamar ou pedir assistência não é crime, é um direito. Empresas deste género está Portugal enxameado. O que é pena! Portugal precisa de empresas com qualidade de serviço, assistência e que o cliente se sinta bem para voltar.

Lá porque fazem bons preços,não tem o direito, de a sua educação estar em saldo. Estes empregados são ignorantes , muito básicos a fugir para o boçal.

Não sei quem é o dono ou os donos do Novo Atalho mas pelos empregados fiquei esclarecido.

JJ

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vítor Baía

20.01.16

 

Apercebi-me que Vítor Baía admite, um dia, ser candidato ao F.C. Porto . Mostra-se preparadíssimo e teceu algumas criticas: deve-se correr com a estrutura do FC Porto ; pessoas que dão facadas a Pinto da Costa estão a seu lado ; entre outras. Relembro que ,em 2013, Pinto da Costa foi reconduzido como presidente do FC Porto até 2016, com 99,13% dos votos. E preside ao seu 13.º mandato. Vai recandidatar-se , outra vez. A esposa de Pinto da Costa veio a terreiro atacar Vítor Baía. Até esta altura, nunca tinha ouvido ou lido,o que quer que seja, desta senhora acerca do Porto. Não sabia que o Porto autoriza que se fale em sem nome , sem o seu consentimento.

Por favor, tenho grande admiração e respeito por Pinto da Costa , mas os lugares não são eternos, nem cativos. Vítor Baía ou outra pessoa qualquer tem todo o direito de concorrer à presidência do Porto, sendo sócio e cumpra os preceitos legais do clube. Concorrer à presidência do Porto, não é estar contra Pinto da Costa , mas ter uma opinião própria, diferente dos destinos do Porto. Qual é o mal? Um clube também deve procurar ser democrático e aceitar o pensamento diferente. Vítor Baía, só porque manifesta vontade de concorrer é atacado e denegrida a sua imagem! A presidência do Porto não é propriedade de ninguém.

Não tenho conhecimento se foram alterados os estatutos e entronizado o lugar de presidente do Porto! Se calhar, a ideia de Vítor Baía querer ser candidato coloca a questão a Pinto da Costa que deve procurar sair pela porta grande e não pela pequena. Como me dizia Vicente Jorge Silva: "A estatura de um homem vê-se como chega ao poder, como exerce o poder e como abandona o poder". Verdade.

JJ

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

O governo ainda nem aqueceu o lugar e já vai haver problemas .António Costa admite que Bruxelas exige redução do défice superior ao previsto . Segundo o Económico, a poucos dias da entrega do Orçamento do Estado para 2016, o primeiro-ministro revelou que as negociações com as instâncis europeias estão a ser difíceis. Por outro lado, afirma que  cumprirá os compromissos eleitorais assumidos, assim como as medidas que acordou nas parcerias estabelecidas com o BE, PCP e "Os Verdes".
 
Não sou economista mas é impossível reduzir um défice aumentando algo ( salários).
 
Jerónimo de Sousa já veio ameaçar que  rompe o acordo se António Costa ceder a Bruxelas. Pronto! Aqui está mais um problema para António Costa . A sua habilidade é enorme mas tem limites...
Hoje, li no Público que o governo de António Costa tem consciência de que há muitas pessoas que desconfiam, que têm medo de que o Governo não consiga atingir o fim da austeridade nem manter o equilibro da governação e nas contas públicas.
Os acontecimentos não podiam  ser mais eloquentes e indubitáveis.
Parece que, já  estou a ouvir o seguinte : "Nós queremos cumprir as promessas eleitorais de reposição dos salários e fim da austeridade mas a Europa não permitiu".
Pois, mas o problema é o PCP, o verdadeiro calcanhar de Aquiles do governo de António Costa.
 
JJ

Autoria e outros dados (tags, etc)

RUI BARROS

15.01.16


O Porto o melhor que tinha a fazer, seria manter Rui Barros como treinador.
Rui Barros foi um excepcional jogador que, em tempos idos, figurou nas maiores transferências no ranking mundial , aquando da sua ida para a Juventus.

Rui Barros é discreto , encarna a mística do Porto. Sabe estar, percebe de futebol e nota-se que tem uma excelente relação com os jogadores.

Rui Barros, já tinha substituído Co Adriaanse, e conseguiu nessa altura turbulenta, bons resultados e pacificar as hostes portistas.

Rui Barros merece e tem categoria para ser treinador principal do Porto - por tudo que foi e que é no Porto.

Já chega de ser bombeiro , tem por direito próprio direito a ser presidente dos bombeiros( vulgo, treinador principal até ao fim da época) E, depois vê-se...

JJ

Autoria e outros dados (tags, etc)

DESVERGONHA

11.01.16

 

 

O ano de 2015 já ficou para trás, mas o novo ano de 2016 arranca com alguma incerteza em relação à capacidade do governo de António Costa fazer face a casos como o Banif. A situação é insuportável e a naturalização que tudo é possível sem responsáveis faz parte do nosso dia-a-dia. O caso do Banif assim como o BES, BPN e BPP sobram sempre para os mesmos portugueses.

A política portuguesa continua indecente e a bronca do alçapão Banif só permite invocar a grande palavra - silêncio.

É uma desvergonha, imoral e comprova que não há limite para a degeneração da política e dos seus actores. Esta indecência não foi só corromper bens mas o abuso de confiança e má-fé.

O âmago da política é a falta de consciência dos direitos dos outros e não ter cuidado nas decisões que têm que ver com as pessoas e interferem nas suas vidas. É fundamental saber que num governo, num banco, há do outro lado pessoas que têm uma vida.

Não há governo que aguente um Banif, como não há governo que aguente um BES. A dificuldade de nos endireitarmos está relacionado com a má frequência de quem detém o poder quer político quer económico. Somos um país muito mal frequentado. Nunca há responsáveis e são tão enganadores que conseguem enganar até o próprio espelho.

Um mundo de mentirosos, fantasmas, odiosos, falsificadores e mascarados. Um mundo assim só apetece chorar de raiva.

Os portugueses estão estupefactos, resignados, infelizes, vencidos, desolados, com uma vida difícil sempre encharcados de suor, convertidos em carne para canhão.

Os portugueses são vítimas dos resultados catastróficos das decisões da nossa democracia. É um processo calamitoso, a democracia e buracos como o do Banif não são compatíveis.

O abuso, a soberba, a falta de prestação de contas, fazer ouvidos moucos, não haver culpados e ninguém pagar pelo que decide e faz.

Tudo isto que se passa é uma desvergonha e mina a relação política-cidadãos a um ponto tal que já não valem as boas palavras.

Fica provado, mais uma vez, que a nossa democracia e os seus processos estão desactualizados. São rígidos, muito processuais, opacos e resistentes.

Infelizmente é por acontecimentos deste que a reputação da política é baixa e isso terá um custo no futuro.

JJ

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Não tenho visto nenhum debate, mas ontem estava a ver o telejornal e preocupado com o mau tempo e com possíveis cheias. Assisti, a partes, do debate Marcelo Rebelo de Sousa com Sampaio da Nóvoa

Marcelo Rebelo de Sousa ontem mostrou que em frente-a-frente não se sente tão à vontade como quando está sozinho. Ele adora ser o centro de tudo: do país, das televisões, dos portugueses. Todavia, há gente que lhe disputa o centro das atenções e que também pensa e sabe falar.

Sampaio da Nóvoa foi mais incisivo e acutilante e Marcelo Rebelo de Sousa que no seu subconsciente pensa que já tem a vitória garantida e, que só falta que lhe estendam a red carpet. Ficou à nora e começou a pulsar.

Tem que começar a pensar que cada dia que passa perde votos. A sua vitória não está garantida. A sua auréola de vencedor antecipado, neste debate desvaneceu-se. Quem brilhou foi um professor mas não o prof. Marcelo, sim o prof. Sampaio.

Marcelo não pode pensar que os outros candidatos o aceitam tal como é. Isso é para uma boa parte dos portugueses, onde entrou pelas suas casas, anos e anos-a-fio. Tem debilidades e idiossincrasias, que apontadas o tornam vulnerável.

 Sempre disse que Marcelo ao falar como candidato perde votos. Uma coisa é falar como comentador, outra como candidato em que tenta mas não consegue ser tão consensual. Apesar de estar a fazer uma campanha muito inteligente e demarcando-se de excesso de partidarismo. O que penso é demonstrado pelas sondagens em que está a perder gás.

Marcelo tem a vantagem de ser muito conhecido, mas o handicap de ter todos contra si.

Marcelo pode vencer, mas a margem está mais estreita...

Marcelo Rebelo de Sousa um homem muito inteligente, escorreito, sagaz, com uma capacidade de análise notável e uma figura incontornável da política portuguesa. Um verdadeiro “senador” da nossa democracia, sendo uma reserva da República que agora se pode tornar efectiva, mas falta o dia 24 de Janeiro.

 

JJ 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Jorge Jesus é um treinador que arrisca e consegue mexer com um plantel. Neste jogo com o Porto mostrou credenciais para ser um candidato ao título nacional. Depois desta vitória sobre o Porto a classificação dos três rivais ficou assim ordenada: 1- Sporting - 38; 2-Porto - 36; 3-Benfica - 34. Mas, esta quarta-feira, com a vitória sobre o V. Setúbal (6-0) e o empate do Porto com o Rio Ave (1-1) a classificação alterou-se: 1-Sporting -41; 2-Benfica - 37; 3- Porto - 37. A Liga portuguesa está muito bem, equilibrada e com um Sporting a surpreender pela positiva.

Jorge Jesus conseguiu incutir uma mentalidade ganhadora, fazer acreditar num plantel jovem e com muitos portugueses. Não nos podemos esquecer que Jorge Jesus foi muito caro mas os melhores jogadores no dérbi com o Porto: Slimani custou 300 mil euros e Bryan Ruiz veio a custo zero. Todavia o custo de Jorge Jesus já está rentabilizado em emoção, estádio de Alvalade sempre cheio e acreditar que é possível.

Jorge Jesus com muito menos recursos tem apostado em jogadores de formação no Sporting: Rui Patrício, Matheus Pereira, Gelson Martins, William Carvalho, Adrien Silva e João Mário. Foi desta formação que saíram grandes jogadores como Futre, Luís Figo, Quaresma, Ronaldo, Simão Sabrosa, Miguel Veloso, etc.

Essa filosofia de apostar em jogadores da casa mais a mentalidade ganhadora de Jorge Jesus, o empenho no jogo transfigurou o Sporting tornando-o um ganhador. Jorge Jesus tem estado mais contido e sereno o que ajuda ao equilíbrio no seu plantel. As coisas têm-lhe saído bem mas Jorge Jesus tem feito por isso. Não restam dúvidas que é dos melhores treinadores portugueses e conseguiu uma auréola muito semelhante a José Mourinho e André Villas- Boas quando treinaram equipas portuguesas. Quando o Sporting joga desperta interesse e está-se atento ao que se passa. Isso deve-se a Jorge Jesus. Ninguém fica actualmente indiferente ao Sporting. Tenho a sensação que este é o ano do Sporting.

Ao contrário, o Porto parece em agonia e o seu treinador Lopetegui, sempre com ar zangado e a berrar com os jogadores. Estando há tanto tempo em Portugal podia fazer um esforço para falar português, como fazem muitos jogadores e treinadores portugueses em Espanha que falam fluentemente espanhol.

Mas o problema não advém disso, mas na dificuldade de ter empatia com os jogadores e com os adeptos. Porventura nem tem empatia com ele próprio. Se fosse um profissional a sério tinha-se demitido, e não, parecer agarrado ao lugar. O antigo jogador do Porto, António Sousa afirmou: "com Lopetegui o FC Porto não vai ganhar nada”. Se calhar tem razão, mas Pinto da Costa não decide sobre pressão, o melhor é os Super- Dragões não contestarem. No Porto qualquer treinador arrisca-se a ser campeão, mas Lopetegui arrisca-se a ser dos piores treinadores que passaram pelo Porto. O ano passado não ganhou nada e este ano já foi eliminado da Liga dos Campeões e está em terceiro no campeonato.

A Pinto da Costa não chega assistir aos treinos, depois da derrota contra o Sporting deveria ter demitido o treinador. Todavia, ao longo dos anos, o Porto habituou-me a funcionar em serviços mínimos e a não gastar dinheiro, muito menos com indemnizações.

JJ

*escrevi este artigo antes de Lopetegui ter rescindido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Joaquim Jorge, fundador do Clube dos Pensadores (CdP) convidou Marisa Matias candidata presidencial do BE, para estar presente dia 9 de Janeiro (sábado), pelas 21h30, no Hotel Holiday Inn em Gaia.

O CdP na tentativa de receber a maioria dos candidatos presidenciais, tendo em conta o calendário presidencial: debates televisivos (1 a 9 de Janeiro); campanha eleitoral (10 a 22 de Dezembro);eleição presidencial realiza-se dia 24 de Janeiro. Não se fez rogado e vai realizar o debate com Marisa Matias, num sábado, o que nunca o fez. O dia de semana habitual para realizar os seus debates é à segunda-feira.

Antes, recebeu Edgar Silva, candidato do PCP, excepcionalmente, em época festiva: entre o Natal e o Ano Novo. Deste modo, o CdP já tinha recebido Sampaio da Nóvoa, Henrique Neto, Maria de Belém, Paulo Morais.

É a vez de Marisa Matias tomar a palavra, dar as suas opiniões e apresentar as suas propostas. No dia em que está previsto o frente-a-frente na televisão entre Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém.

Marisa Matias tem tecido várias críticas a Marcelo Rebelo de Sousa considerando incompreensível que se mostre preocupado com os efeitos dos cortes orçamentais na saúde, tendo ele apoiado o Governo anterior, que foi o responsável por essa política. Por outro lado, acha que Marcelo foi pago no seu espaço de comentário televisivo, durante mais de dez anos para fazer campanha, deste modo, não precisa de gastar muito dinheiro. Marcelo Rebelo de Sousa tem o sexto maior orçamento de campanha, com 157 mil euros de despesas. Marisa Matias prevê gastar cerca de 450 mil euros.

Gastos à parte, nesta campanha eleitoral não se tem discutido as propostas dos diversos candidatos. Uma campanha serve para se conhecer melhor cada candidato, mas também, o que faria em casos como o Banif e todos os outros rombos provocados pela intervenção nos diversos bancos (BPP, BPN, BES), opinião sobre a excessiva austeridade, divida pública, défice orçamental, reestruturação da dívida, relação com a Europa, relacionamento com o Governo de António Costa que tem apoio parlamentar do PCP e BE, etc..

O Presidente da República não tem poder para conduzir a política geral do país, mas tem poder para exercer o seu magistério de influência com a sua intervenção. Deste modo, é muito importante conhecer o perfil de cada candidato.

O CdP reivindica o valor do debate de ideias e da diversidade de opinião na presença das pessoas. Este espaço aberto e de reflexão é uma das essências da democracia.


Joaquim Jorge

Autoria e outros dados (tags, etc)

comentários

comentários

Mensagens


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31